Brasil cai 17 posições no ranking da corrupção

 

Hoje é um dia muito importante para o combate à corrupção.Acabamos de lançar, globalmente, o Índice de Percepção da Corrupção (IPC). Lançado pela primeira vez em 1995, o IPC é a ferramenta mais antiga e abrangente de medição da corrupção no mundo. Nesta edição, são analisados 180 países e territórios.

Em 2017, o Brasil caiu 17 posições no ranking mundial, da 79ª para a 96ª posição. O país se encontra na pior situação dos últimos cinco anos. Esse resultado acende um alerta de que os esforços recentes do país em confrontar a corrupção podem estar em risco. Esta ameaça vem das forças que lutam para impedir estes avanços, mas principalmente da falta de respostas sistêmicas ao problema, que efetivamente ataquem as causas estruturais da corrupção no país.

Com o intuito de contribuir com os esforços do Brasil, a TI se uniu à Fundação Getúlio Vargas (FGV) para realizar uma construção coletiva do maior pacote de medidas contra a corrupção já produzido no mundo. A TI compilou o que efetivamente tem funcionado na luta contra a corrupção no mundo, e a FGV ajudou a adaptar estas medidas em soluções que façam sentido na realidade brasileira. Foram consultadas mais de 300 instituições brasileiras e colaboraram diretamente dezenas de especialistas. Hoje, abrimos o pacote para a sociedade participar.

Em breve, as medidas estarão em uma plataforma de consulta pública, onde você poderá comentar e contribuir diretamente. Enquanto isso, você pode acessar o arquivo completo do pacote, conhecer todas as medidas propostas e se preparar para participar.

Nos próximos dias enviaremos o convite para você acessar a plataforma de consulta e dar sua opinião.

Juntos, podemos avançar no combate à corrupção no Brasil!

Transparência Internacional Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *